O dia seguinte ao naufrágio do Titanic

Museu de Imagens

Após o naufrágio do RMS Titanic em 1912, mais de 1500 pessoas morreram; algumas devido o naufrágio, outras devido a ferimentos e exposição ao frio.

17/05/2014
Tripulação do CS Mackay-Bennett ficou encarregada de recolher a maioria dos corpos e enviá-los a Halifax

Um dos muitos corpos que foram resgatados após o naufrágio do RMS Titanic, 1912.

Após o naufrágio do RMS Titanic na madrugada do dia 15 de abril de 1912, mais de 1500 pessoas morreram; algumas em decorrência direta do naufrágio, outras nos dias seguintes devido a ferimentos e exposição ao frio intenso.

No dia seguinte ao desastre, o navio Carpathia conseguiu recolher os sobreviventes que se encontravam à deriva no mar. No entanto, a função de recolhimento dos corpos ficou a cargo, principalmente, do CS Mackay-Bennett de Halifax, Nova Escócia. O navio foi fretado pela White Star Line e também foi o primeiro a chegar ao local do naufrágio, tendo encontrado tantos corpos que as fontes de embalsamamento a bordo se esgotaram rapidamente.

Pelo fato de serem muitos corpos e pouco material, além de ajudar no processo de identificação, o capitão do navio ordenou que apenas os passageiros da primeira classe fossem embalsamados. O resultado disso foi o sepultamento em mar de muitas das vítimas da terceira classe.

Na imagem, um dos corpos é resgatado e passa pelo processo de embalsamamento para que dure até chegar em Halifax e passar pelo intenso sistema de catálogo do legista John Henry Barnstead, posterior reconhecimento e liberação para os familiares.

Foto: © Nova Scotia Archives. Nova Scotia Archives Photo Drawer – Transportation & Communication -Ships & Shipping – RMS Titanic.
Avalie
[5]
[ssba-buttons]
[yarpp]