Audioslave em Cuba – o show histórico da banda de rock americana

Audioslave em Cuba 2005

O Audioslave tocou na Plaza de Havana, local construído para abrigar protestos contra o governo dos EUA e foi acompanhado por mais de 60.000 pessoas.

12/11/2013
Audioslave em Cuba 2005

Milhares de pessoas assistiram ao primeiro concerto realizado ao ar livre por uma banda de rock norte-americana em Cuba desde a revolução comunista de 1959.

Inimigos ideológicos durante mais de quatro décadas, Cuba e Estados Unidos foram protagonistas de um momento único na história da música e da política de ambos os países no dia 06 de maio de 2005, quando a banda americana de rock Audioslave se apresentou gratuitamente ao ar livre na capital cubana.

O histórico show do Audioslave em Havana

O Audioslave tocou na Plaza Tribuna Antimperialista José Martí, local especialmente construído por ordem de Fidel Cadastro para a realização de comícios e manifestações do povo cubano, incluindo protestos em massa contra o governo dos EUA. O concerto, autorizado pelo Instituto Cubano de La Musica e por autoridades norte-americanas, atingiu a juventude cubana e foi acompanhado de perto por mais de 60.000 pessoas. O rock já foi visto com uma grande dose de desconfiança em Cuba. Durante os anos 1960 e 1970, ter cabelos longos ou possuir um álbum dos Beatles era considerado quase uma atitude contrarrevolucionária pelas autoridades da ilha. Restrições recíprocas entre os governos dos EUA e de Cuba muitas vezes impossibilitaram o intercâmbio musical entre ambos os países.

Durante a apresentação, o Audioslave tocou 26 músicas (sendo que 18 estão no DVD). Grandes sucessos, incluindo Like a Stone, Your Time Has Come, Be Yourself e Gasoline, além de uma seleção de músicas antigas dos grupos precursores do Audioslave (Soundgarden e Rage Against the Machine), inflamaram a multidão presente ao longo da beira-mar de Havana.

O grupo californiano, criado em 2001 e dissolvido em 2007, era composto por Chris Cornell (vocalista), Tom Morello (guitarrista), Tim Commerford (backing vocal e baixista) e Brad Wilk (bateirista). Em seus seis anos de existência, o Audioslave lançou três álbuns (Audioslave, Out of Exile e Revelations) e recebeu três nomeações ao Grammy.

Imagens do show do Audioslave em Cuba.

Atualmente, Havana possui uma estátua de John Lennon. Já em 2001, quando o grupo britânico Manic Street Preachers tocou em Cuba, Fidel Castro estava sentado na primeira fila.

Referências
Audioslave Live in Cuba. DVD. 2005.
BBC. Cuba rocks to concert by US band.
Avalie
[0]
[ssba-buttons]
[yarpp]