Jesse Owens: o atleta negro que desafiou Hitler na Alemanha em 1936

Jesse Owens: o atleta negro que desafiou Hitler e a Alemanha nazista em 1936

Durante a premiação da prova de 200m dos Jogos Olímpicos de 1936, o atleta afro-americano Jesse Owens se nega a olhar para a tribuna de Adolf Hitler.

26/10/2017

Jesse Owens, atleta afro-americano, se nega a olhar para a tribuna de Hitler (que já havia se retirado do Estádio Olímpico de Berlim), durante o pódio da prova de 200m. Durante os Jogos de Olímpicos de 1936, era comum antes das competições e durante as premiações que fosse realizada a saudação nazista. Em sua biografia, Owens relatou que esta vitória, além de contrapor ao racismo nazista, também foi importante para combater o racismo no próprio Estados Unidos.

Jesse Owens durante os Jogos Olímpicos de 1936

Durante as Olimpíadas de 1936, realizadas na Alemanha, já sob a égide do regime nazista e sob o comando de seu ditador Adolf Hitler, Jesse Owens, atleta afro-americano conquistou 4 medalhas de ouro. A importância do seu amplo destaque se tornou uma ferida para o ditador alemão, que acreditava plenamente em um domínio dos atletas germânicos, muitos deles engajados na doutrina da “Juventude Hitlerista”. O moderno Estádio Olímpico de Berlim presenciou um verdadeiro massacre dos atletas americanos, vez que além do destaque de Owens, outros 3 atletas negros e 2 brancos também conquistaram medalhas de ouro.

Imagem: Comitê Olímpico Internacional (COI)
Avalie
[0]
[ssba-buttons]
[yarpp]